Arquivo da categoria: Bolsa de terras

Bolsa de Terras de Sever do Vouga alarga-se a todo o concelho

bolsadeterrasApós a enorme procura de terrenos que teve a primeira fase, a Bolsa de Terras de Sever do Vouga alargou-se a todo o concelho. O alargamento foi estabelecido através de parcerias que envolvem a Agim – Associação para os Pequenos Frutos e Inovação Empresarial, as juntas de freguesia e conselhos diretivos de baldios e formalizado pela assinatura dos respetivos protocolos ontem à tarde (dia 18 de fevereiro), no edifício VougaPark.

LER MAIS

Estado ainda não contribuiu para a Bolsa de Terras

Onze meses depois de ter sido criada, a Bolsa de Terras ainda só foi palco de duas transações. O Estado, que tem dezenas de milhares de hectares devolutos, ainda não contribuiu com nenhum.

A um mês e uma semana de completar o seu primeiro ano de existência, a Bolsa de Terras (BT) está dar nas vistas por duas razões: desde logo porque o Estado ainda não colocou na sua base de dados nenhuma propriedade pública; por outro lado, porque até agora foram apenas realizadas duas transacções naquela plataforma on-line.

LER MAIS

Bolsa de Terras de Sever do Vouga disponibiliza mais parcelas a jovens agricultores

Após ter atribuídas todas as parcelas disponíveis, a Bolsa de Terras de Sever do Vouga tem ao dispor novos lotes de terreno e continua à procura de mais para satisfazer a procura

Em apenas um mês a Bolsa de Terras de Sever do Vouga atribuiu todas as parcelas de terrenos disponíveis a jovens agricultores. Ao todo, foram entregues 30 hectares de terrenos semiabandonados que agora irão ser ocupados por plantações de mirtilos ao abrigo de uma parceria que envolve a AGIM – Associação para a Gestão, Inovação e Modernização do Centro Urbano de Sever do Vouga, a Fundação Bernardo Barbosa de Quadros (proprietária dos terrenos) e a empresa Espaço Visual – Consultores de Engenharia Agronómica, Lda. Segundo os seus promotores, estima-se que a Bolsa de Terras vá criar 22 postos de trabalho permanentes e cerca de 400 postos de trabalho sazonais por ocasião da apanha do mirtilo, que ocorre entre Maio e Agosto. O investimento total a ser feito na Bolsa de Terras ultrapassa os três milhões de euros.

LER MAIS